Chat with us, powered by LiveChat Skip to main content

Entenda a diferença entre 8 tipos de câmeras de monitoramento

Neste post a ideia é auxiliar na escolha de câmeras de segurança mostrando as variedades disponíveis no mercado, e suas aplicações.

1) Tipo Domo

São os modelos mais comuns, disponíveis com domo de proteção, opção de proteção antivandalismo e resistente a impactos (que dificultam que sejam quebradas e o sistema boicotado).  Esse tipo de câmera permite ângulos de abertura de lente de variável que chegam a até 180º. Se instalada no teto, é possível ter uma visão de 360º do ambiente.

2) Com LED

Elas são usadas para monitorar ambientes internos completamente escuros, onde os furtos costumam acontecer de lâmpadas apagadas. O alcance de iluminação costuma ser de 10 a 15 metros e a imagem gravada fica sempre em preto e branco por limitação da tecnologia. Estas câmeras também são usadas em ambientes externos e, nestes casos, a iluminação pode alcançar distâncias um pouco maiores. Câmeras mais avançadas possuem compensação da iluminação para garantir que os objetos filmados próximos e mais distantes possam estar com a mesma quantidade de iluminação.

3) Com som

Possui microfone e sistema de som embutido. Outros modelos permitem que você conecte microfone e sistema de som externo, criando cenários e soluções customizadas para captura de som avançada e desenhada para cada necessidade. A gravação de som complementa o monitoramento e agrega no software VMS permitindo disparar alarmes provenientes de capturas do áudio.

4) Fixas para ambientes externos

Este tipo de câmera já é preparado para operação outdoor, suportando chuva, vento, poeira e impacto. Existem modelos com e sem zoom óptico operado remotamente. Em ambientes com pouca luminosidade, o lightfinder, tecnologia que captura toda a luz disponível na cena e consegue trazer imagens mais claras do que o olho humano consegue, é um dos principais recursos para a visualização de imagens coloridas com altíssima qualidade. Além disso, funcionalidades de WDR (wide dynamic range) também compensam fundos de imagem que geram grande fonte de luz e trazem objetos nítidos em qualquer ponto da cena.

5) Com compensador de luz ambiente

Quando há excesso de luz (seja por intensidade do sol ou por que alguém colocou uma lanterna na frente da câmera), a imagem de objetos podem ficar escuros na câmera. Para isso, existem as câmeras de monitoramento com compensação no sensor da imagem, normalmente usadas em ambientes externos. Também há equipamentos com dispositivos de compensação de luz para ambientes escuros. Há ainda modelos com os dois recursos embutidos.

6) PTZ (pan-tilt e zoom)

Os modelos PTZ permitem movimentos mais variados e têm um zoom capaz de capturar objetos a quilômetros de distância. Normalmente, esse modelo gira até 360º, inclina até 180º e tem zoom óptico de até 30 vezes. O movimento de câmera é facilmente controlado por um computador conectado à rede, e ela complementa um conjunto de câmera fixas, por exemplo, para dar um zoom em um incidente e conseguir mais detalhes. Câmeras PTZ também são facilmente programadas para fazer o patrulhamento automático baseado em pontos pré programados ou até mesmo seguir objetos numa determinada cena.

7) Térmicas

Muito utilizadas para detecção de objetos onde não há a necessidade de reconhecimento, são equipamentos que possuem sensor específico para conversão de zonas de calor em imagens. Estas câmeras conseguem detectar objetos com diferença de calor e converter estas diferenças baseado em diferentes cores, por isso não é necessário iluminação e as câmeras podem estar a kilometros de distância da cena. Cada objeto na cena tem uma massa e temperatura, sendo fácil identificar o tipo de objeto monitorado (veículos, pessoas, animais, etc). Ainda é possível atrelar câmeras términas a câmeras comuns de modo a fazer o reconhecimento em ambos os formatos e conseguir identificar exatamente a cena. São muito utilizadas para monitorar ambientes de florestas, locais cercados por uma área de vegetação densa, grandes áreas de fronteiras, rios, oceanos, praias e áreas com restrição de iluminação.

8) Ocultas para ambiente interno

Esse modelo fica embutido em móveis, gesso ou dentro de outros equipamentos, de modo que as pessoas não saibam que estão sendo filmadas e que a própria câmera não prejudique o design arquitetônico do local. Este modelo é diferente das câmeras comuns: no caso das ocultas, a unidade de captura de imagens (lente) costuma ter dimensões bastante reduzidas e fica fisicamente separada da unidade de processamento – as duas partes ficam conectadas por um cabo. Esse modelo costuma ser instalado em caixas eletrônicos e caixas de supermercado, posicionados na altura dos olhos das pessoas da cena.

Matéria de: http://teltecsolutions.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *